Navios de grande porte se chocam na Holanda e causam vazamento

Autoridades litorâneas asseguram que querosene despejado ao mar não implica em perigo ambiental, pois "evapora rapidamente"

EFE |

ATENAS - O choque de um navio petroleiro e um cargueiro próximo ao litoral da Holanda causou hoje um moderado vazamento de querosene, controlado com rapidez, informaram hoje fontes oficiais.

AP
Choque entre navios ocorreu a 30 km da costa holandesa; querosene de um deles vaza no oceano
O acidente ocorreu às 3h (horário de Brasília) entre o petroleiro grego "Mindoro" de 238 metros de comprimento, com bandeira das ilhas Marshall, e o cargueiro "Jork Ranger" de 140 metros de comprimento de bandeira do Chipre, informaram à Agência Efe fontes do Ministério da Marinha Mercante em Atenas.

A tripulação do navio grego - composta por sete gregos, 16 filipinos e um romeno - se encontra em bom estado de saúde. A agência de notícias "ANA" informou que o navio cipriota com 12 tripulantes estava sendo rebocado para o porto de Roterdã após solicitar permissão às autoridades holandesas.

O petroleiro de bandeira grega sofreu uma perfuração de aproximadamente seis metros em seu casco, o que ocasionou o vazamento de querosene. O carburante a bordo da embarcação foi levado a outro compartimento do navio após o impacto, controlando o vazamento.

De acordo com as autoridades litorâneas, o querosene despejado ao mar não implica nenhum perigo ambiental porque "evapora muito rapidamente". Além disso, há poucas chances de se deslocar até o litoral devido à direção do vento.

* Com EFE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG