Navios cargueiros escapam de ataques piratas no sul da Malásia

Kuala Lumpur, 14 set (EFE).- Dois cargueiros, de bandeira panamenha e malásia, foram assaltados hoje por piratas em águas da Malásia, sem que a abordagem tenha sido completada, graças à rápida reação das tripulações, informou o Escritório de Acompanhamento da Pirataria.

EFE |

Um grupo de cinco piratas tentou entrar na embarcação Pacific Harmony quando se encontrava ancorado na área do porto de Tanjung Hayam, no sudeste da Malásia, mas um marinheiro em vigilância deu o alarme.

Cerca de duas horas depois e na mesma área, um grupo de seis assaltantes tentou abordar a embarcação "Kingston", de bandeira da Malásia e que transportava produtos químicos.

"Embora não haja provas concretas, é provável que o mesmo grupo de ladrões estivesse envolvido", afirmou o Acordo de Cooperação Regional para combater a Pirataria e os Assaltos Armados a Navios na Ásia (ReCAAP, em inglês).

A península de Malaca foi uma das rotas de navegação mais perigosas do mundo até que Malásia, Indonésia e Cingapura começaram a patrulhar conjuntamente suas águas, há dois anos.

Mais de 50 mil navios navegam todos os anos por esse braço de mar de 400 quilômetros de longitude que separa a península de Malaca da ilha indonésia de Sumatra. EFE nav/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG