O navio saudita com US$ 100 milhões em petróleo que foi sequestrado por piratas no sábado teria ancorado na vila de Haradhere, a cerca de 500 km de Mogadishu, a capital da Somália.

Acordo Ortográfico Segundo a Vela Internacional, empresa que opera o navio, os 25 tripulantes do barco passam bem. A nota oficial da companhia, no entanto, não informou se está em contato com os sequestradores e se negociações de resgate estão em andamento.

Abdinur Haji, um pescador de Haradhere, contou à Associated Press que dois barcos menores navegaram até a embarcação e que 18 homens usaram uma escada feita de corda para subir a bordo. Presume-se que eles também sejam piratas.

O sequestro do navio Sirius Star é visto como inédito, tanto pelo tamanho da embarcação como pelo local. O navio com 2 milhões de barris de petróleo cru foi sequestrado a mais de 400 milhas náuticas a partir do porto de Mombassa, no Quênia.


Mapa mostra a região do sequestro

Com informações da AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.