Navio holandês sequestrado por piratas somalis é liberado

Haia, 23 jun (EFE).- O navio holandês MV Marathon, sequestrado há um mês e meio no Golfo de Áden, foi liberado, mas um tripulante morreu devido a ferimentos de bala, causados no momento da abordagem dos piratas, informou hoje o Ministério da Defesa da Holanda.

EFE |

A tripulação está sendo atendida por uma fragata também holandesa que opera na região. Outro tripulante foi ferido, mas se encontra em situação estável.

A embarcação, propriedade da empresa Amons&Co, foi sequestrada no dia 7 de maio por piratas somalis e, até o momento, não havia detalhes sobre o estado de saúde de seus oito tripulantes, de nacionalidade ucraniana.

O mercante, que transportava matérias-primas para a indústria metalúrgica, navegava com bandeira da Holanda e tinha registro das Antilhas Holandesas, segundo fontes ministeriais.

A emissora de TV holandesa "NOS" afirmou hoje que o cargueiro foi liberado na noite de ontem, em troca de uma quantia não divulgada de dinheiro como forma de resgate.

A informação não foi confirmada oficialmente.

Há um ano, outro barco holandês foi sequestrado no Golfo de Áden, mas foi liberado depois do pagamento de um resgate de US$ 1 milhão, segundo a imprensa holandesa.

Haia cediará, no dia 7 de julho, uma conferência de analistas internacionais, para avaliar as possibilidades de criação de um tribunal que julgue os responsáveis por atos de pirataria no litoral da Somália e no golfo de Áden. EFE mr/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG