Sydney (Austrália), 13 abr (EFE).- Os serviços de resgate australianos trouxeram à tona o navio chinês Shen Neng 1, encalhado com um vazamento de combustível na Grande Barreira de Coral, após o bombeamento do combustível para deixar a embarcação mais leve, informaram hoje fontes oficiais.

As equipes de salvamento marítimo terminaram ontem um trabalho de três dias para transferir parte do combustível do "Shen Neng 1", do qual vazaram cerca de três toneladas no oceano.

O navio foi rebocado para um atracadouro próxima à ilha Great Keppel, a 38 milhas náuticas (cerca de 70 quilômetros) do local do acidente.

A embarcação chinesa "Shen Neng 1" encalhou no último dia 3 com 65 mil toneladas de carvão e 975 toneladas de combustível, do qual por enquanto quatro toneladas vazaram e foram dissolvidas por substâncias químicas.

Uma equipe de mergulhadores deve explorar hoje o casco do navio para avaliar os danos.

A Polícia australiana investiga o acidente para determinar se houve negligência do capitão e quem deve assumir os custos da limpeza e do salvamento.

O Governo da Austrália disse que o navio chinês jamais deveria ter entrado na área restrita da Grande Barreira e, além disso, estava a 30 quilômetros de distância da rota marítima mais próxima.

A empresa proprietária do navio pode ter que pagar uma multa de US$ 920 mil. EFE mg/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.