Navio com bandeira belga fica incomunicável em frente à costa da Somália

Bruxelas - O navio de bandeira belga Pompei, que passava perto do litoral da Somália, ficou incomunicável hoje depois de ter pedido socorro à 0h30 (de Brasília), o que fez as autoridades temerem mais um caso de sequestro pelos piratas que operam no Golfo de Áden.

EFE |

"Apesar das várias tentativas, até o momento não foi possível estabelecer contato com o navio. Os canais diplomáticos e militares tentam verificar a situação", afirmou o Governo belga num comunicado.

Vários membros do Executivo, entre eles o primeiro-ministro Herman Van Rompuy, estão reunidos no Ministério do Interior.

O navio "Pompei", de propriedade do grupo TV Pompei, seguia para as Ilhas Seychelles, com dez tripulantes a bordo, alguns deles de nacionalidade belga.

À 0h30, o navio ativou um alerta silencioso, seguida, minutos depois, por um segundo aviso internacional, "que confirma a situação de urgência", segundo o comunicado oficial.

    Leia tudo sobre: piratas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG