Navio chinês encalhou por cansaço da tripulação

Um erro de navegação, provocado pelo cansaço de um oficial, levou um navio chinês a encalhar na Grande Barreira de Corais da Austrália, provocando um vazamento em uma área de excepcional biodiversidade marinha.

AFP |

Segundo as autoridades australianas, o oficial de guarda que pilotava o navio no momento do acidente só havia dormido duas horas e meias nas 37 horas precedentes.

"Uma simples sucessão de erros da parte de um membro da tripulação extremamente cansado levou ao encalhe", afirma um relatório oficial divulgado durante a audiência desta quinta-feira em um tribunal do capitão e do oficial em questão, detidos e indiciados.

O capitão Wang Jichang, 47 anos, e o oficial vigia Wang Xuegang, 44, foram liberados sob fiança e comparecerão novamente ao tribunal em 9 de junho. Xuegang teve que entregar o passaporte à justiça australiana.

O navio "Shen Neng 1", que transportava 65.000 toneladas de carvão, encalhou no dia 3 de abril em um banco de areia da costa do estado de Queensland e foi rebocado para uma ilha na segunda-feira.

O acidente provocou a ruptura de um tanque de combustível e o início de um vazamento.

O navio, que segundo as autoridades australianas seguia uma rota ilegal, deixou uma mancha de quase três quilômetros na Grande Barreira de Corais, área turística protegida e o maior atol de coral no mundo, com mais de 2.000 quilômetros.

Leia mais sobre: Barreira de Corais

    Leia tudo sobre: petroleopetróleovazamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG