Navio cheio de ouro é descoberto perto das costas argentinas

Operações de busca permitiram encontrar no fundo do mar um navio carregado com ouro e prata, que afundara há seis meses no Atlântico Sul, ao largo da Argentina, anunciou nesta terça-feira um membro da expedição.

AFP |

O "Polar Mist", um navio chileno, afundou em 18 de janeiro durante uma tempestade perto da Patagônia, com um carregamento de 9,4 toneladas de ouro e prata avaliado em 17,6 milhões de dólares.

"Conseguimos encontrar o barco, e verificamos que o ouro e a prata ainda estão ali. As operações de resgate vão começar muito em breve", declarou à AFP um integrante da equipe, que não quis ser identificado.

O navio, que afundou a cerca de 40 km do litoral da província de Santa Cruz (sul), na Patagônia, foi localizado a uma profundidade de 80 metros.

Um robô submarino teleguiado permitiu verificar que o precioso carregamento continua no barco. "As imagens obtidas mostram claramente os sacos e cestos onde foram embaladas as barras de ouro", afirmou a mesma fonte.

As companhias siderúrgicas Cerro Vanguardia e Minera Trinton são as proprietárias do carregamento. A primeira tem direito a sete toneladas, e a segunda as outras 2,4. Ambas têm suas sedes em Santa Cruz.

A Argentina é o 15º produtor mundial de ouro, e deve entrar no grupo dos dez primeiros em 2011, segundo fontes oficiais. A produção de ouro aumentou 6.000% na Argentina entre 2003 e 2008.

lt/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG