Navio cargueiro italiano atacado por piratas na Somália consegue escapar

NAIRÓBI - Um navio cargueiro italiano, atacado na noite de sábado por uma embarcação pirata em frente ao porto de Mogadíscio, conseguiu escapar com vários tripulantes feridos, informou hoje à Agência Efe Andrew Mwangura, do Programa de Assistência Marítima do Leste da África.

EFE |

Mwangura disse que não tem outras informações sobre o ataque.

Atualmente, piratas somalis mantêm 130 pessoas seqüestradas, tripulantes de oito navios (cinco cargueiros, dois petroleiros e um rebocador) e de diferentes nacionalidades.

Três dos navios, um de bandeira iraniana, outro japonês e um alemão, foram seqüestrados em 21 de agosto nas águas do golfo de Áden, entre a Somália e o Iêmen, enquanto um quarto, da Malásia, havia sido capturado na mesma área 48 horas antes.

Mwangura disse à Efe que os piratas que têm o rebocador "pedem US$ 1 milhão para libertar os dez tripulantes nigerianos".

Além destes nigerianos, entre os seqüestrados há cidadãos de nacionalidade russa, filipina, malásia e eslovaca, e provavelmente de outras ainda desconhecidas.

Leia mais sobre: Somália

    Leia tudo sobre: itáliapiratassomália

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG