Pelo menos 15 pessoas morreram neste sábado no naufrágio de um barco macedônio, no qual viajavam em sua maioria turistas búlgaros, no lago de Ohrid, sudoeste da Macedônia.

O balanço foi divulgado pela ministra macedônia do Interior, Gordana Jankulovska, que revelou ainda que quatro pessoas ficaram gravemente feridas.

"Mais de 70 passageiros estavam a bordo do barco, 15 morreram e quatro gravemente feridos foram hospitalizados em Ohrid. Cinquenta sobreviventes estão no hotel Metropol de Ohrid", declarou a ministra.

O presidente e o primeiro-ministro macedônios George Ivanov e Nikola Gruevski, respectivamente viajaram para a região.

O ministro dos Transportes, Mile Janakievski, renunciou ao cargo, segundo ele por razões morais, depois da tragédia.

O barco "Iliden" estava a 200 metros da costa quando afundou por motivos desconhecidos.

O embaixador interino da Bulgária em Skopje, Angel Angelov, confirmou a morte de pelo menos seis búlgaros na tragédia.

Turistas e funcionários do governo se uniram aos trabalhos de resgate.

O "Iliden" era um dos barcos mais antigos ae navegar no lago de Ohrid. Segundo testemunhas, a embarcação, de pelo menos 30 anos, se partiu em duas e afundou rapidamente.

O lago de Ohrid, que fica 200 km ao sudoeste de Skopje, um dos principais centros do turismo macedônio, é visitado anualmente por milhares de turistas.

jmi-mat/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.