SKOPJE - Pelo menos 17 pessoas morreram neste sábado no naufrágio de um barco macedônio, no qual viajavam em sua maioria turistas búlgaros, no lago de Ohrid, sudoeste da Macedônia.

O barco "Iliden" estava a 200 metros da costa quando afundou por motivos desconhecidos. Pelo menos 50 passageiros estavam a bordo.

AP
Mergulhadores trabalham no resgate de turistas

O "Iliden" era um dos barcos mais antigos a navegar no lago de Ohrid. Segundo testemunhas, a embarcação, de pelo menos 30 anos, se partiu em duas. Segundo a polícia de Ohrid e testemunhas, a embarcação foi a pique em apenas três minutos, em um lugar com profundidade de cerca de 20 metros.

O presidente e o primeiro-ministro macedônios George Ivanov e Nikola Gruevski, assim como os ministros do Interior, Gordan Jankulovski, dos Transportes, Mile Janakievski, da Defesa, Zoran Konjanovski, e da Saúde, Bujar Osmani, viajaram para a região.

O governo da Bulgária enviou dois aviões ao lago Ohrid para repatriar os corpos de pelo menos 12 búlgaros que morreram. Entre os mortos, estão o proprietário da embarcação e seu capitão, segundo fontes.

AP
Barco afundou em três minutos com cerca de 50 pessoas a bordo

"Estamos investigando as causas do acidente. Ainda está em andamento a operação de resgate", disse um porta-voz a polícia de Skopje.

Os turistas dos acampamentos e hotéis que estavam nas praias foram de botes e lanchas para salvar os acidentados", disseram testemunhas da tragédia.

Tanto a cidade de Ohrid quanto o lago, no sudoeste da Macedônia, são há décadas o principal destino turístico desta antiga república iugoslava de 2 milhões de habitantes, É o primeiro naufrágio com vítimas neste lago, que este ano atraiu 15% a mais de turistas estrangeiros que em 2008.

*Com informações da EFE e AFP

Leia mais sobre naufrágio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.