Naufrágio deixa mais de 700 desaparecidos nas Filipinas

Mais de 700 pessoas estão desaparecidas depois que uma balsa naufragou na costa das Filipinas no sábado em razão das tempestades provocadas pelo tufão Fengshen. A Cruz Vermelha também estima que pelo menos 155 pessoas tenham morrido nos últimos dias em todo país por causa de enchentes e deslizamentos provocados pelo tufão.

BBC Brasil |

Até o começo da noite deste domingo, havia confirmação de apenas quatro sobreviventes do naufrágio, que nadaram até a praia.

De acordo com informações de uma equipe de salvamento que chegou ao local do acidente neste domingo, não há sinal de mais sobreviventes.

Mas as autoridades dizem ter esperança de que mais pessoas possam ter nadado até um local seguro.

Quatro corpos foram encontrados por moradores da ilha de Sibuyan, que também relataram ter encontrado sapatos de crianças e coletes salva-vidas trazidos pelo mar.

Estragos
Com ventos de 120 quilômetros por hora, o tufão se aproximou na madrugada deste domingo da capital, Manila, onde arrancou árvores e provocou a interrupção do fornecimento de eletricidade.

A região mais afetada pelo tufão foi a província de Iloilo, cerca de 500 quilômetros ao sul da capital.

A tempestade continua a provocar fortes chuvas ao longo da zona central e noroeste do país, com muitas áreas sem energia elétrica e outros serviços interrompidos.

Viagens de barco foram suspensas e vôos foram cancelados.

As Filipinas são um dos países mais atingidos por tufões no mundo, com uma média de mais de 20 a cada ano.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG