Naufrágio deixa 47 mortos e 115 desaparecidos na R. Democrática do Congo

(Aumenta número de vítimas e precisa lugar do acidente) Kinshasa, 25 jul (EFE).- Pelo menos 47 pessoas morreram e outras 115 permanecem desaparecidas após o naufrágio de uma embarcação no rio Ubangui, no noroeste da República Democrática do Congo (RDC), informou hoje a emissora local Rádio Okapi, que cita fontes oficiais.

EFE |

Segundo a fonte, 25 pessoas foram resgatadas com vida e foram localizados 47 corpos após o naufrágio, que aconteceu na noite da terça-feira, depois de a embarcação ter batido contra uma pedra no leito do rio, que serve de fronteira natural entre a República Democrática do Congo e a República Centro-Africana.

A embarcação, em que se calcula que viajavam cerca de 190 passageiros congoleses e centro-africanos, em sua maioria comerciantes, afundou após zarpar da cidade de Mobayi-MBongo (RDC), 580 quilômetros ao norte de Mbandaka, capital da província de Equatoria, disse a fonte.

Os passageiros, entre eles mulheres e crianças, além da carga que a embarcação transportava, tinham como destino a região de Bili, em território da República Centro-Africana, a cerca de 100 quilômetros de Mobayi-MBongo.

Os naufrágios de embarcações, muitos deles com excesso de passageiros e carga, são freqüentes na República Democrática do Congo. EFE py/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG