Naufrágio de barco no Zanzibar deixa mais de cem mortos

Segundo ministro, foram encontrados 187 corpos e resgatados 610 sobreviventes; ainda haveria cem desaparecidos

iG São Paulo |

O naufrágio de uma balsa lotada deixou quase 190 mortos na área costeira do arquipélago de Zanzibar, na Tanzânia, informou neste sábado o ministro de Situações de Emergência Mohammed Aboud, que também afirmou que há cem desaparecidos e 610 pessoas foram resgatadas.

Após um primeiro registro de 163 mortos, o número aumentou para 187, com a ressalva de que a cifra é provisória. Os números mostram que a balsa transportava muito mais passageiros do que a estimativa inicial de 500.

A balsa MV Spice Islander viajava entre a principal ilha de Zanzibar, Unguja, e Pemba, a outra grande ilha do arquipélago - destinos turistos populares. A balsa trazia pessoas de volta após o fim do feriado do Ramadã (mês sagrado para os muçulmanos). Ela é utilizada basicamente por moradores de Zanzibar, república semiautônoma da Tanzânia e arquipélago turístico do Oceano Índico.

De acordo com Yussuf Chunda, diretor de Comunicação do Governo de Zanzibar, as equipes de resgate seguem trabalhando na zona do acidente, que ocorreu ao redor das 2h30 locais deste sábado (20h30 de sexta-feira em Brasília).

O governo local estabeleceu um centro de emergência e conclamou todos os reservistas a participar do esforço de resgate. Também pediu ajuda de outros países, como África do Sul e Quênia. Milhares esperam notícias dos parentes que estavam na balsa.

*Com EFE, BBC, AFP e AP

    Leia tudo sobre: tanzâniazanzibarnaufrágiobalsa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG