Naufrágio de barco na RDC deixa ao menos 7 mortos

Kinshasa, 27 ago (EFE) - Pelo menos 7 pessoas se afogaram e outras 20 desapareceram após o naufrágio de uma embarcação no sudoeste da República Democrática do Congo (RDC), informou hoje a Missão de Observação da ONU neste país (Monuc).

EFE |

O naufrágio ocorreu na segunda-feira passada no rio Kwilu, em Nsai-Sieme-Bieme, situada na província de Bandundu, pouco mais de 300 quilômetros ao nordeste de Kinshasa, a capital do país, segundo informaram porta-vozes da Monuc, que disseram que o barco levava 30 passageiros a bordo.

Equipes de resgate da Polícia conseguiram resgatar os corpos de apenas sete pessoas, mas a busca continuará durante alguns dias, acrescentaram as fontes da ONU.

Por sua vez, fontes da Cruz Vermelha no território de Bagata, onde aconteceu o acidente, disseram que os passageiros eram membros de uma missão de evangelização da região.

As causas do naufrágio são desconhecidas, mas nessa área remota e de difícil acesso nas selvas tropicais da África central, os rios e lagos não têm sinalização para os obstáculos e não se descarta que a embarcação tenha afundado após uma colisão. EFE py/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG