De acordo com autoridades, dezenas continuam desaparecidas. Quatro brasileiros estão entre os resgatados

Lima - O naufrágio de um barco de passageiros no rio Amazonas, no nordeste do Peru, provocou a morte de ao menos 13 pessoas, incluindo seis crianças, enquanto dezenas continuavam desaparecidas, disseram autoridades nesta quarta-feira, acrescentando que quatro brasileiros foram resgatados.

A embarcação afundou quando navegava pela localidade de Santa Rosa, na região de Loreto, fronteira com a Colômbia, disseram as autoridades ao considerar que a causa do acidente pode ter sido o excesso de passageiros.

O diretor regional de Defesa Nacional, Robert Falcón, disse à emissora de rádio local CPN que agentes de resgate encontraram os corpos de 11 pessoas dentro do barco, elevando para 13 o número de mortos anunciado anteriormente. As vítimas foram localizadas por uma equipe de mergulhadores formada por policiais e membros da Marinha em Loreto.

O chefe da capitania dos portos, Rodolfo Reátegui, disse mais cedo que o acidente aconteceu na madrugada da quarta-feira, quando a embarcação chamada "Camila" viajava à cidade de Iquitos com carga e passageiros. Reátegui afirmou que cerca de 200 pessoas haviam sido resgatadas da embarcação, que permanece com metade de sua estrutura submersa, mas que ainda havia desaparecidos.

"Aqui há evidência de que embarcou uma quantidade maior de passageiros do que a autorizada na hora da partida", disse o oficial da Marinha peruana.

(Reportagem de Marco Aquino)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.