Nova York, 22 mai (EFE).- Horas após se submeter a um transplante de rim, a cantora americana Natalie Cole perdeu a irmã Carol devido a um câncer de pulmão, informou hoje o jornal New York Post em edição digital.

"Tudo é muito surrealista e devastador", disse à publicação Timolin, outra das filhas do lendário Nat King Cole.

Ela explicou que, na segunda-feira, Natalie recebeu a boa notícia de que havia um rim disponível para ela enquanto se encontrava no leito de morte de Carol.

Natalie Cole, que desde 2008 luta contra uma hepatite C que paralisou seus rins, se submeteu, horas depois, a um transplante de rim em um hospital de Los Angeles (Califórnia).

"Natalie estava ao lado de Carol quando, na segunda-feira de manhã, a chamaram para dizer que havia um doador", contou Timolin, que disse que a artista não queria deixar Carol, mas os médicos a convenceram a não desperdiçar a oportunidade do transplante.

Enquanto Natalie se recuperava da operação, Carol morria vítima de um câncer que havia sido detectado apenas uma semana antes.

"Nossa irmã não tinha ido ao médico em 30 anos e, na semana passada, foi a um e descobriram uma mancha cancerígena no pulmão. Os médicos queriam submetê-la à quimioterapia imediatamente, mas Carol se recusou", contou Timolin.

O rim recebido por Natalie, que fazia diálise três vezes por semana desde setembro do ano passado, veio de uma "doação direta" administrada pela agência OneLegacy, e partiu da família de um fã da cantora, cuja identidade não foi revelada, explicou a companhia em comunicado. EFE dvg/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.