Um urso panda gigante que não apresentou sinais de estar prenhe surpreendeu criadores de um zoológico na Tailândia ao dar à luz um filhote saudável. Veterinários do zoológico Chiang Mai afirmam que Lin Hui não deixava que ninguém chegasse perto dela dias antes do nascimento, não dando pistas de que havia entrado em trabalho de parto.

A fêmea Lin Hui, de 8 anos, deu à luz apenas três meses após receber uma inseminação artificial com o sêmen do parceiro Chang Chuang.

Os ursos foram doados ao zoológico pela China há dez anos, mas desde então, não demonstraram interesse em cruzar.

Os pandas gigantes, conhecidos por seu baixo apetite sexual, estão entre algumas das espécies mais ameaçadas de extinção.

Em 2006, Chuan Chuang foi considerado muito pesado para copular com a parceira e foi submetido a uma dieta que reduziu seu peso em sete quilos. Com o corpo mais em forma, os veterinários exibiram para o macho vídeos que mostravam o cruzamento entre pandas, mas nem as imagens instigaram seu instinto sexual.

Em 2007, os veterinários realizaram uma primeira inseminação artificial, que acabou mal sucedida e, há três meses, tentaram a técnica novamente.

"Estamos muito felizes com o sucesso", disse o diretor do zoológico Sophon Damnui.

O filhotinho pertencerá oficialmente à China, mas será criado pelos próximos 24 meses na Tailândia.

Uma equipe chinesa de especialistas em pandas deve ir ao zoológico para dar dicas sobre como cuidar do bebbê panda.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.