Matilde, uma bebê de 30 kg, é a mais nova integrante de um grupo de 22 hipopótamos que o falecido chefão do narcotráfico colombiano Pablo Escobar levou para seu país há 20 anos.

O novo mamífero nasceu num dos lagos da fazenda Nápoles, no departamento de Antioquia (noroeste), de onde Escobar despachava carregamentos de cocaína e recibia aviões carregados com milhões de dólares nos anos 80. O lugar agora virou uma espécie de reserva.

Depois da morte do chefão, os animais de seu zoo particular ficaram sob custódia oficial.

Mas pelo menos dois deles fugiram, dando início a uma caçada autorizada pelo ministério do Meio Ambiente que acabou desatando uma polêmica na Colômbia.

hov/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.