Narcotraficante boliviano é assassinado; Polícia suspeita de brasileiros

La Paz, 25 jun (EFE).- Um narcotraficante boliviano foi assassinado no aeroporto da cidade de Cobija, capital do departamento de Pando (norte da Bolívia), na fronteira com o Brasil, no que, segundo a Polícia, poderia se tratar de um acerto de contas por parte de dois brasileiros, informou hoje uma fonte oficial.

EFE |

O comandante departamental da Polícia de Pando, o coronel Silvio Magarzo, explicou à Efe que as suspeitas apontam que dois brasileiros teriam assassinado, na terça-feira passada, com 23 tiros, o boliviano Jorge Apuri, de 39 anos.

"Acreditamos se tratar de um acerto de contas, pela maneira como se deu a morte. É o mais comum nestes casos", apontou Magarzo.

O coronel relatou que os agressores também tentaram matar os familiares da vítima, mas como "não conseguiram lhes atingir", lançaram uma granada contra o veículo em que se encontravam, que terminou não explodindo.

Neste ano, a violência entre narcotraficantes no departamento de Pando causou pelo menos 16 mortes e, segundo a imprensa local, desde 2007 são mais de 30 os falecidos.

Os últimos dois assassinados em Cobija eram dois irmãos bolivianos que morreram há duas semanas, também em um acerto de contas concretizado por dois brasileiros.

Há denúncias de que a guerra entre traficantes em Cobija poderia ter causado ainda mais mortes, pois se suspeita da existência de centenas de corpos de narcotraficantes assassinados enterrados nos caminhos próximos às fronteiras com o Brasil e o Peru. EFE az/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG