falhou gravemente - Mundo - iG" /

Napolitano diz que vigilância de companhia aérea falhou gravemente

Washington, 28 dez (EFE).- A vigilância de uma companhia aérea que permitiu que um homem entrasse em um avião com materiais explosivos falhou gravemente, afirmou hoje a secretária de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Janet Napolitano.

EFE |

"Isso é o que todos nos perguntamos: como este indivíduo subiu no avião?", assinalou a funcionária em uma entrevista ao programa "Today" da cadeia "NBC" de televisão.

As autoridades americanas acusaram o nigeriano Umar Farouk Abdulmutallab por tentativa de destruir um avião da companhia aérea Northwest durante seu voo de Amsterdã para Detroit no dia do Natal.

No avião viajavam 278 pessoas, e alguns passageiros e membros da tripulação controlaram Abdulmutallab depois que, segundo as autoridades, acendesse uma bomba.

O nome de Abdulmutallab estava em uma lista de suspeitos de ligação com extremistas, mas Napolitano manifestou que a informação sobre o indivíduo não era suficientemente específica ou grave para impedir que viajasse em um avião comercial.

"Claramente, este indivíduo não deveria entrar em um avião levando os materiais que carregava", disse Napolitano.

"Nosso sistema não funcionou. Ninguém está contente ou satisfeito com o ocorrido. Por isso é que será feita uma revisão ampla dos procedimentos".

"A esta altura acreditamos que os procedimentos de inspeção e vigilância adicionais que serão aplicados garantem a segurança das viagens de avião é segura", acrescentou.

A Administração de Segurança no Transporte (TSA, na sigla em inglês) advertiu aos passageiros de aviões comerciais que devem esperar procedimentos mais estritos de inspeção nos aeroportos, antes que entrem em voos comerciais.

Alguns meios americanos indicaram que as medidas incluem restrição de movimentos dos passageiros da primeira à última hora de voo, e limites no uso de artefatos eletrônicos tais como telefones celulares e computadores. EFE jab/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG