Naomi Campbell pode depor em processo contra Charles Taylor

Modelo teria recebido um "diamante de sangue" do ex-presidente da Libéria

AFP |

AFP
Naomi Campbell posa para fotógrafos no Festival de Cannes (17/05)
A modelo Naomi Campbell e a atriz Mia Farrow poderão depor no processo contra o ex-presidente liberiano Charles Taylor, julgado por crimes de guerra e crimes contra a humanidade em Haia, anunciou o Tribunal Especial para Serra Leoa (TESL).

Em maio, a acusação pediu aos juízes que Naomi Campbell fosse intimada para comparecer e depor sobre um diamente que teria sido presente de Charles Taylor depois de um jantar organizado em 1997 pelo presidente sul-africano Nelson Mandela.

A promotoria também pediu ao tribunal que convoque Mia Farrow e a agente da modelo britânica, Carole White, que estavam presentes no jantar.

Segundo a promotoria, Taylor viajou em setembro de 1997 à África do Sul para vender ou trocar por armas os diamantes recebidos dos rebeldes de Serra Leoa.

Taylor é suspeito de ter dirigido os rebeldes da Frente Revolucionária Unida (RUF) em Serra Leoa, abastecendo-os com armas e munições em troca de diamantes, durante a guerra civil nesse país, de 1991 a 2001. Taylor é acusado de assassinatos, estupros e recrutamento de crianças-soldados durante o conflito.

    Leia tudo sobre: naomi campbellcharles taylordiamanteslibéria

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG