Naomi Campbell acusa British Airways de racismo

Londres, 21 jun (EFE).- A modelo britânica Naomi Campbell pediu hoje desculpas aos dois policiais que ela agrediu em abril em um avião da British Airways depois de se irritar com o extravio de sua bagagem, mas acusou a companhia aérea de racismo.

EFE |

Campbell, de 38 anos, foi condenada nesta sexta a cumprir 200 horas de serviço comunitário e a pagar multa de 2,3 mil libras (US$ 4,53 mil) após se declarar culpada de bater e cuspir em dois agentes no Aeroporto de Heathrow, em Londres.

O caso aconteceu no dia 3 de abril, quando a modelo foi retirada de um avião da British Airways com destino a Los Angeles (Estados Unidos) após brigar com a tripulação por causa da perda de uma mala.

Em entrevista exibida hoje pela emissora "Sky News", Campbell lamentou seu comportamento e pediu "efusivamente" desculpas aos policiais, mas atacou a British Airways.

"No que diz respeito à British Airways, não me desculpo.

Chamaram-me com um nome racista no avião", disse a modelo, que acrescentou que isto foi o estopim de seu comportamento violento.

"Chamaram-me de supermodelo Golliwog. Não acho que seja justo, não?", disse Campbell.

Golliwog é o nome de uma boneca negra da literatura infantil da escritora britânica de origem americana Florence Kate Upton (1837-1922).

Campbell não contou quem disse estas palavras e se limitou a afirmar que foi "alguém no vôo, mas não um passageiro".

A British Airways afirmou em comunicado que não aceita "nenhuma acusação de racismo".

"Estamos orgulhosos de nossa diversidade. Voamos para 90 países no mundo todo e empregamos um elenco multinacional", destacou a companhia aérea.

Conhecida por seu explosivo temperamento, Campbell teve problemas com as forças da ordem em 2006 em Nova York, onde foi detida por agredir sua empregada doméstica.

Por este motivo, a modelo teve que trabalhar como limpadora em uma garagem da cidade americana em cumprimento a uma sentença judicial de cinco dias de serviços comunitários. EFE pa/wr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG