Não-alinhados começam sua 15ª cúpula hoje no Egito

Sharm el-Sheikh (Egito), 15 jul (EFE).- O Movimento dos Países Não-Alinhados (Noal) começa hoje sua 15ª cúpula com a presença de mais de 50 chefes de Estado e de Governo e com a aspiração de fazer a voz dos países do hemisfério Sul ser ouvida.

EFE |

O encontro acontece hoje e amanhã na cidade egípcia de Sharm el-Sheikh, às margens do Mar Vermelho, em meio a fortes medidas de segurança.

A cúpula receberá líderes como o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, o presidente dominicano, Leonel Fernández, e o cubano, Raúl Castro.

Os chefes de Estado presentes devem aprovar um documento de conclusões e uma declaração final nos quais reivindicarão a validez do Noal, nascido em 1961, apesar de as condições que deram força a seu nascimento, notavelmente a Guerra Fria, terem desaparecido com o colapso do bloco soviético.

Entre os 118 membros desta organização há 53 países africanos, 38 asiáticos, 26 americanos e um europeu.

A Presidência da entidade passará de Cuba para o Egito, que ocupará o posto durante os próximos três anos. EFE jrg/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG