Não haverá tropas estrangeiras no Iraque depois de 2011, afirma premiê

BAGDÁ - O primeiro-ministro iraquiano, Nuri al Maliki, anunciou nesta segunda-feira que chegou a um acordo com os Estados Unidos para que não haja tropas estrangeiras no país depois de 2011, indicou um comunicado oficial.

AFP |

"Há um acordo entre as duas partes para que não haja mais nenhum soldado estrangeiro no Iraque depois de 2011", afirmou Maliki, de acordo com este documento divulgado por seu gabinete.

"Não podemos aceitar um acordo que não reserva a soberania ao Iraque", acrescentou.

O chefe dos negociadores iraquianos, Mohammed al-Haj Hammud, afirmou sexta-feira à AFP que "o trabalho dos negociadores havia terminado". "Agora, está nas mãos dos dirigentes políticos iraquianos", declarou.

Segundo ele, o presidente americano, George W. Bush, aprovou o acordo. A Casa Branca, no entanto, respondeu que as negociações estão de fato perto do fim, mas ainda há inúmeros detalhes a serem acertados.

As negociações sobre o futuro das tropas americanas no Iraque (Sofa, Status of Forces Agreement) começaram em fevereiro e deveriam ter sido encerradas em julho, mas a complexidade das questões e as divergências, principalmente sobre um calendário de retirada das tropas americanas, atrasaram a redação do acordo.

Leia mais sobre Iraque

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG