Não há sobreviventes de acidente aéreo na Oceania

CANBERRA - Equipes de resgate encontraram os destroços de um avião de passageiros que caiu em Papua Nova Guiné e não encontraram sobreviventes entre as 13 pessoas a bordo, disse o primeiro-ministro da Austrália, Kevin Rudd, nesta quarta-feira.

Redação com agências internacionais |

O avião, um modelo Twin Otter da Airlines PNG, levava 11 passageiros e dois tripulantes. A aeronave desapareceu na terça-feira, quando sobrevoava uma região montanhosa de floresta densa, após ter partido da capital Port Moresby com destino ao ponto turístico de Kokoda.


Destroços são encontrados nas montanhas / AFP

"Autoridades de Papua Nova Guiné no local do acidente concluíram que não há sobreviventes do acidente", disse Rudd ao parlamento australiano.

Dois helicópteros participaram das buscas ao avião, que transportava nove australianos, um japonês e três papuas, sobre a região montanhosa de Owen Stanley.

As operações de resgate foram iniciadas apenas nas primeiras horas de quarta-feira (noite de terça-feira no horário de Brasília), após a melhora das más condições do tempo.

A aviação é arriscada em Papua Nova Guiné devido ao terreno acidentado, às montanhas altas e às rápidas mudanças do clima.

A Airlines PNG, que tem ação listada na Bolsa de Papua Nova Guiné, opera voos domésticos e para o norte da Austrália. O site da empresa na Internet informou que a companhia tem oito modelos Twin Otters em sua frota.

Turistas australianos visitam Kokoda para caminhar na Pista de Kokoda, onde durante a 2ª Guerra Mundial as forças australianas impediram um avanço de tropas japonesas a Port Moresby.

* Com Reuters

Leia mais sobre acidente aéreo

    Leia tudo sobre: acidente aéreo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG