Não há programa europeu de incentivo da economia, diz Juncker

Não haverá um programa de incentivo generalizado da economia na Europa, apesar do perigo de uma recessão, declarou nesta quinta-feira o presidente do Eurogrupo, o luxemburguês Jean-Claude Juncker, ao final da reunião de líderes da União Européia (UE)

AFP |

"Não haverá programa de impulso generalizado na Europa, já que lançar um plano desse tipo nos levaria a deixar de lado, em certos países, as regras saudáveis do Pacto de Estabilidade europeu" (que prevê limites para o déficit e a dívida pública), explicou Juncker.

Para Juncker, as medidas anunciadas por vários países europeus para apoiar o setor financeiro terão um impacto positivo nos mercados a médio prazo.

Os países europeus que anunciaram planos de ajuda aos bancos pretendem disponibilizar até dois trilhões de euros, um valor "que vai impressionar os mercados financeiros", declarou o premier de Luxemburgo falando à rádio alemã Deutschlandfunk.

"Teríamos que deixar de olhar para as cotações da Bolsa como o rato olha para o gato e pensar a médio prazo", acrescentou.

Depois de duas sessões de euforia, as Bolsas mundiais voltaram a desabar na quarta-feira. Nesta quinta-feira, os mercados asiáticos fecharam em fortes baixas e a Europa opera em queda.

mtr/fp/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG