Não há necessidade de segundo turno no Zimbábue, afirma líder opositor

O candidato opositor Morgan Tsvangirai afirmou neste sábado que obteve uma clara vitória sobre o atual presidente Robert Mugabe na eleição presidencial no Zimbábue, e que um segundo turno não é necessário.

AFP |

Tsvangirai, líder do Movimento pela Mudança Democrática (MCD), acusou também o partido de Mugabe, o ZANU-PF, de preparar uma "guerra contra o povo" com o objetivo de ignorar os resultados das eleições.

"O resultado é conhecido, o MCD venceu as eleições presidencial e legislativas. O presidente Mugabe e o ZANU-PF devem aceitar os resultados", disse Tsvangirai à imprensa.

"O MCD venceu as eleições e não aceitará que a vontade do povo seja suprimida", acrescentou.

"O ZANU-PF está preparando uma guerra contra o povo zimbabuano, como a que vimos em 2000", disse Tsvangirai, em referência à onda de violência desencadeada quando uma proposta de reforma constitucional apoiada por Mugabe foi derrotada em um referendo.

Tsvangirai prometeu que caso Mugabe, no poder há 28 anos, aceite sua derrota, terá sua segurança garantida.

As eleições gerais foram realizadas em 29 de março, mas até agora a Comissão Eleitoral não revelou dado algum sobre as eleições presidenciais. Em troca, apresentou os resultados das legislativas, nas quais o partido de Mugabe perdeu pela primeira vez a maioria na Câmara dos Deputados para o MCD.

sn-fpp/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG