Não há instabilidade política na América Latina, diz assessor de Lula

Não há instabilidade política na América Latina onde predomina a paz e a democracia acima de conflitos, disse neste sábado em Montevidéu o brasileiro Marco Aurelio García, assessor de política internacional do presidente Luiz Inacio Lula da Silva.

AFP |

"É paradoxo, num momento tão favorável para os governos progressistas, que a situação apareça ante os olhos da sociedade sob o signo da instabilidade, do enfrentamento e dos conflitos", declarou García durante intervenção no XIV Fórum de São Paulo.

"Não estaremos assistindo na Europa a um fenômeno de populismo de direita?" indagou García que também ocupa a vice-presidência do Partido dos Trabalhadores (PT) de seu país.

Destacou que "vários setores europeus chegaram aos governos de forma sistemática erguendo a bandeira do racismo".

Na América Latina, em troca, "não devemos nos envergonhar de nosso nacionalismo porque é uma região de democracia e de paz, acima de eventuais conflitos", destacou García.

"Governos instáveis por que? porque as pesoas se manifestam livremente nas ruas?, então esta é a instabilidade que queremos para nossos povos, não a do passado", acrescentou.

Ante centenas de partidos e organizações de esquerda da América Latina, reunidos na capital uruguaia, García falou em plenário sobre "os processos de integração em marcha e a necessária confluência para conseguir a integração continental".

Afirmou que "sem integração não há desenvolvimento" e conclamou a "solução dos problemas de justiça social, dos desequilíbrios macroeconômicos avançando na constituição de democracias amplas e fortes".

García disse que no Brasil "estamos convencidos de que nosso presente e nosso futuro está vinculado ao destino da América Latina" e reconheceu que existe um "déficit social que devemos necessariamente corrigir".

fb/mg/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG