Nancy Pelosi diz que foi enganada sobre uso de tortura por parte da CIA

WASHINGTON - A presidente da Câmara de Representantes dos Estados Unidos, a democrata Nancy Pelosi, acusou o governo de George W. Bush de ter enganado o Congresso sobre o uso da tortura e se defendeu das acusações de cumplicidade na utilização dessas técnicas de interrogatório.

AFP |

"O governo induziu o Congresso a cometer erros em cada etapa. Essa é a verdadeira questão", declarou Pelosi à imprensa, exigindo a criação de uma "comissão da verdade" para que esse período seja esclarecido.

Na semana passada, a oposição republicana acusou Pelosi, importante aliada do presidente Barack Obama, de saber desde 2002 das técnicas de interrogatório utilizadas contra os suspeitos de terrorismo e de não ter protestado, apesar de fazer parte da comissão dos serviços secretos.

"Trata-se de uma manobra de distração para retirar dos holofotes aqueles que criaram e executaram essa política à qual todos nos opusemos durante muito tempo", insistiu Pelosi, que pediu que a CIA publique o resumo dos relatórios distribuídos aos parlamentares naquela época.

A presidente da Câmara de Representantes indicou que em setembro de 2002 foi informada pela CIA da utilização de técnicas de interrogatório como a simulação de afogamento (submarino). Mas, naquele momento, os serviços secretos explicaram a ela que os conselheiros jurídicos do presidente Bush haviam chegado à conclusão de que esses métodos eram legais, embora não fossem utilizados.

A CIA admitiu o uso de técnicas de tortura durante uma reunião parlamentar em fevereiro de 2003, acrescentou Pelosi, que reconheceu não ter assinado uma carta de protesto à CIA escrita por um colega democrata.

"Isto não me torna cúmplice", declarou Pelosi, ao considerar "que nenhuma carta ou outra coisa teria impedido eles de fazer o que faziam".

A utilização da tortura durante o governo Bush é objeto de uma polêmica crescente desde que o presidente Obama proibiu essas práticas de interrogatório ao chegar ao poder.

Leia também:


Leia mais sobre tortura

    Leia tudo sobre: tortura

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG