Roma, 1 jul (EFE).- Domenico Cazzolino, que foi apresentado como o último namorado de Noemi Letizia, a menina de 18 anos cuja amizade com o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, provocou o pedido de divórcio da esposa do líder, Veronica Lario, assegurou que sua relação foi uma armação.

Cazzolino disse em entrevista à revista "Diva e Donna" que Noemi pediu a ele, depois do surgimento das fotos de Berlusconi na festa de seu 18º aniversário em Nápoles, que fingisse ser seu namorado para imprensa italiana.

Letizia e Cazzolino ganharam destaque em revistas que pertencem a Berlusconi, com fotos em que eram vistos passeando pela localidade de Riccione, no noroeste da Itália.

Agora, Cazzolino explicou na entrevista que tudo não passou de uma "armação" que já estava "combinada".

Além disso, afirmou desde o dia 7 de junho, após as eleições ao Parlamento Europeu, não voltou a falar com Noemi.

A jovem teria confessado a amigas que deveria esperar a passassem do pleito europeu para deixar Cazzolino.

Noemi justificou o fim do relacionamento alegando que Cazzolino teria se candidatado a participar do reality show Big Brother sem antes conversar com ela sobre o assunto. EFE ebp/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.