Belém de olho no clima

Cidade turística está preocupada com a neve que atrapalha voos na Europa

Nahum Sirotsky |

Em Belém, da natividade do Cristo, todos, do prefeito ao mais humilde dos habitantes, acompanham as imagens e notícias sobre o clima na Europa e Estados Unidos com interesse raramente dedicado a qualquer outra a questão. Discutem-nas do amanhecer ao adormecer. A cidade, que é das que são controladas pela Autoridade Palestina, fica a poucos minutos de Jerusalém e recebe peregrinos o ano inteiro, porém poucos a cada dia. Mas neste dezembro, devido a relativa tranquilidade predominante em Israel e na região árabe-palestina e o dólar baixo, preparou-se para um número recorde de turistas- peregrinos.A cidade está tomada pelos preparativos para recebê-los.

Pela primeira vez em anos, todos os 2.500 quartos de seus hotéis foram reservados. Os inúmeros restaurantes foram esticados para oferecer as refeições da magnífica cozinha árabe sem esquecer pratos internacionais. No comércio que vive de souvenires não faltam oferta de lembranças. O prefeito espera 70 mil turistas, grande parte virão para a Tradicional Missa do Galo. A Praça Central da pequena e interessante cidade está embandeirada.

A Basílica grego-ortodoxa e a vizinha Igreja de Sta. Catarina dominam a paisagem. A basílica foi construída sobre o local tradicional do nascimento. Chega-se a manjedoura que é domínio dos Franciscanos entrando pela Basílica onde sacerdotes grego-ortodoxos estarão cumprindo sua rotina. O Natal deles é comemorado em janeiro. Mas também existe passagem subterrânea que sai da Igreja Católica. Mas os aeroportos de parte da Europa estão cobertos de neve. Ocorrem atrasos na chegada de peregrinos. Ha atrasos até de peregrinos do Brasil.

    Leia tudo sobre: belémneve

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG