Nacionalistas ganham no País Basco sem maioria absoluta

Os nacionalistas no poder no País Basco (norte) ganharam as eleições regionais deste domingo, mas não conseguiram maioria absoluta nem têm a garantia de permanecerem no poder, segundo os resultados definitivos da votação, publicados pelo governo basco.

AFP |

De fato, pela primeira vez, os partidos não nacionalistas, entre os quais os socialistas, que chegaram em segundo lugar, podem formar uma maioria absoluta no Parlamento regional.

O destino da região dirigida há 29 anos pelos nacionalistas moderados do Partido Nacionalista Basco (PNV) dependerá de um jogo complexo de alianças, e da decisão dos socialistas de se unirem ou não aos nacionalistas.

O candidato socialista, Patxi Lopez, já avisou que não desistiu de se candidatar ao cargo de chefe do governo regional, apesar da vitória relativa dos nacionalistas.

O PNV ganhou 30 das 75 cadeiras do Parlamento regional basco, e seus aliados EA e EB ficaram com uma cadeira cada um. O partido separatista não violento Aralar faturou quatro cadeiras.

Assim, todos os partidos nacionalistas acumularam um total de 36 cadeiras, ficando a duas da maioria absoluta.

O Partido Socialista Basco chegou em segundo lugar com 24 cadeiras, contra 13 para a direita e uma para o pequeno partido antinacionalista UDP.

bur/yw

    Leia tudo sobre: espanha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG