Nacionalistas esperam bons resultados nas legislativas em Chipre do Norte

Os nacionalistas estão bem posicionados nas eleições legislativas antecipadas que serão realizadas neste domingo na República Turca de Chipre do Norte (RTCN), complicando os esforços de reunificação da ilha dividida; 161.000 eleitores turco-cipriotas irão às urnas nesta república autoproclamada em 1983 e que só foi reconhecida pela Turquia.

AFP |

Segundo analistas, o pleito deverá confirmar a desconfiança crescente da população sobre a política de reconciliação do dirigente turco-cipriota Mehmet Ali Talat que sucedeu, em 2005, a Rauf Denktash.

Os deputados da RTCN haviam aprovado, em fevereiro, uma proposta do Partido Republicano Turco (CTP, centro-esquerda) no poder, de adiantar por um ano a data das eleições, com a intenção de reforçar sua posição nas negociações de paz com os greco-cipriotas.

O CTP governa atualmente em coalizão com o Partido Liberal da Reforma (ORP, nacionalista).

Talat e o presidente da República do Chipre, Demetris Christofias, apresentados como dois "progressistas" dispostos a reunificar suas comunidades, iniciaram em setembro de 2008 negociações de paz patrocinadas pela ONU, mas não tiveram muito êxito.

A ilha está dividida entre a República do Chipre (sul) e a RTCN. As tropas turcas invadiram em 1974 o terço norte da ilha, em resposta a um golpe de Estado greco-cipriota, apoiado por Atenas e destinado a anexar o Chipre à Grécia.

A Turquia mobiliza 30.000 soldados no norte do Chipre e se nega a manter relações diplomáticas com o sul de Chipre enquanto não se chegar a uma solução global do conflito.

bur-BA/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG