um dos 14 militares mortos no terremoto registrado na terça-feira no Haiti, faria 27 anos no dia 8 do mês que vem. Na última conversa com o pai, Alacir Mário, na segunda-feira, ele pediu que o aguardasse para que eles comemorassem o aniversário dele." / um dos 14 militares mortos no terremoto registrado na terça-feira no Haiti, faria 27 anos no dia 8 do mês que vem. Na última conversa com o pai, Alacir Mário, na segunda-feira, ele pediu que o aguardasse para que eles comemorassem o aniversário dele." /

Na última conversa, tenente pediu para que pai o aguardasse para aniversário

O 1º tenente Bruno Ribeiro Mário, http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2010/01/13/comandante+do+exercito+confirma+morte+de+11+militares+no+haiti+9274239.html target=_topum dos 14 militares mortos no terremoto registrado na terça-feira no Haiti, faria 27 anos no dia 8 do mês que vem. Na última conversa com o pai, Alacir Mário, na segunda-feira, ele pediu que o aguardasse para que eles comemorassem o aniversário dele.

Camila Nascimento, iG São Paulo |

AE
Tenente Bruno Ribeiro Mário

Tenente Bruno Ribeiro Mário

Em entrevista ao iG , o tio de Bruno, Arnaldo Antônio Mário, contou que ele conversava praticamente todos os dias com o pai. "Falavam-se pela internet", afirmou.

No último telefonema, na segunda-feira, falaram do aniversário de Bruno e da volta para casa. "Ele embarcaria para o Brasil no sábado, após seis meses de missão", contou. "Estava com saudade, após meses fora de casa". Assim como Bruno, pelo menos outros três militares mortos nesta tragédia voltariam ao Brasil em janeiro .

Nascido em São Gabriel, no Rio Grande do Sul, Bruno havia se formado na academia há três anos e fazia parte do 5º Batalhão de Infantaria Leve, com sede em Lorena, no interior de São Paulo.

Voluntário no Haiti

Apaixonado pela profissão, foi voluntário para integrar a missão de paz no Haiti, onde estava desde julho do ano passado. "Essa é uma grande oportunidade para todo militar. Ele estava feliz, mas essa fatalidade aconteceu", disse o tio em entrevista ao iG .

A família recebeu a notícia da morte de Bruno na madrugada desta quarta-feira, por volta das 4h. Eles ainda não têm informação sobre o envio do corpo ao Brasil. O tenente deixa uma irmã, de 22 anos, pai e mãe.

Brasileiros mortos

O terremoto no Haiti já deixou outros 14 brasileiros mortos. Entre as vítimas, a médica sanitarista Zilda Arns, de 75 anos, fundadora da Pastoral da Criança, que cumpriria uma agenda de palestras na América Central.

Veja abaixo os nomes dos 14 militares mortos:

Leia também:

Leia mais sobre terremoto

    Leia tudo sobre: haiti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG