Na Polônia, Obama termina giro pela Europa

Presidente americano visitou túmulo do soldado desconhecido e monumento ao Levante do Gueto de Varsóvia

iG São Paulo |

Na última etapa de sua viagem à Europa, o presidente americano, Barack Obama, surpreendeu por quebrar o protocolo nos primeiros minutos de sua visita oficial à Polônia, ao levar flores ao túmulo do soldado desconhecido e ao monumento ao Levante do Gueto de Varsóvia.

O líder americano deixou o protocolo de lado por alguns instantes para dedicar alguns minutos ao grupo de veteranos da Segunda Guerra Mundial e a militares que presenciavam o ato no túmulo do soldado desconhecido.

"Apreciamos que sua primeira parada em Varsóvia tenha sido precisamente aqui", opinaram alguns dos combatentes veteranos, que foram surpreendidos pelas palavras de Obama, algo que não estava previsto.

O presidente dos EUA também assinou o livro de honra do túmulo, que homenageia os mortos nas diferentes batalhas das quais o Exército polonês participou na história.

Em seguida, o Obama visitou o monumento ao Levante do Gueto de Varsóvia, dedicado aos heróis da insurreição do Gueto judeu de Varsóvia, em 1943, contra os ocupantes nazistas. O presidente americano depositou flores no monumento de granito negro que fica no centro do que foi o bairro judeu da capital polonesa, transformado em gueto em 1940 e, mais tarde, arrasado pelos alemães.

Em seguida, aproveitou para interagir com os representantes da comunidade judaica polonesa, com quem tirou fotos e conheceu os planos de construção do futuro museu da história do povo judeu da Polônia, país que possuía a maior comunidade judaica da Europa (cerca de 3,5 milhões) antes do Holocausto.

A um integrante da comunidade que acompanhava sua visita, Obama disse que o memorial era uma “lembrança do pesadelo” do Holocausto, em que 6 milhões de judeus foram mortos por nazistas. Além disso, ressaltou ao final que a visita era “maravilhosa” e prometeu trazer suas filhas para conhecer o monumento.

nullJantar

Na primeira visita oficial de Obama à Polônia, que terá duração de cerca de 24 horas, o líder americano foi recebido pelo presidente polonês, Bronislaw Komorowski, para um jantar na noite desta sexta-feira.

Logo no início do evento com líderes do leste europeu, Obama saudou o "florescer" da liberdade e do crescimento econômico na região e disse estar confiante no processo. “Queremos ser parte do processo de fortalecimento de suas democracias e suas economias (...) porque achamos que isso também beneficiará os EUA”, ressaltou.

Antes da Polônia, Obama passou pela Irlanda , Grã-Bretanha e França , onde se reuniu com outros líderes do G8 em Deauville.

*Com AFP, AP e EFE

    Leia tudo sobre: barack obamaeuropapolôniavarsóviajudeusvisita

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG