Na Itália, Cheney faz duras críticas à Rússia

Cernobbio (Itália), 6 set (EFE).- Durante sua visita à Itália, o vice-presidente dos Estados Unidos, Dick Cheney, lançou hoje um duro ataque contra o Governo russo, que foi acusado pelo americano de violar os princípios internacionais e de usar energia como método de manipulação.

EFE |

Em discurso no fórum socioeconômico de Ambrosetti, que a cada ano acontece na localidade, o vice-presidente dos EUA afirmou que no mês passado na Geórgia, a Rússia fez "uma invasão militar violenta, sem nenhuma justificativa, contra a democracia".

Segundo Cheney, a ação "minou gravemente as relações da Rússia com os EUA e com o resto de países europeus".

"Na Geórgia, a Rússia efetuou uma invasão, suas forças militares superaram as fronteiras de um Estado independente e fomentaram um conflito interno no qual morreram civis de uma nação democrática", assegurou.

Cheney lembrou que a "Rússia não deu ainda nenhuma justificativa aceitável" para suas ações, que foram "as últimas de uma série de atos provocadores e inúteis" russos.

O vice-presidente chegou hoje à Itália, em meio a uma viagem que já o levou a Azerbaijão, Geórgia e Ucrânia.

Antes de discursar, Cheney se reuniu com o presidente israelense, Shimon Peres, com quem abordou a situação no Oriente Médio e o atual conflito entre Geórgia e Rússia. EFE ccg/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG