Na Flórida, homem toma refrigerante e se engasga com pedaço de rã

Washington, 3 set (EFE).- Um homem que fazia um churrasco em casa com a mulher se engasgou com algo repugnante quando decidiu abrir uma lata de Pepsi, dentro da qual havia pedaços de uma rã dissecada.

EFE |

Fred DeNegri, que vive na Flórida, esvaziou a lata numa pia para ver o que havia dentro dela. Como o corpo estranho não saía, Amy, a mulher dele, decidiu abrir o recipiente, no qual encontrou "uma coisa obscura", informou hoje a rede de TV "CNN".

"Foi repugnante", afirmou Amy, de 55 anos.

O casal DeNegri tirou fotos do que havia encontrado antes de ligar para o Centro de Controle de Zoonoses e a agência nacional de alimentos e medicamentos (FDA, na sigla em inglês).

No dia seguinte, agentes da FDA foram até a casa de Fred e Amy para pegar a lata e levá-la para análise num laboratório.

Na semana passada, os DeNegri receberam uma cópia dos resultados, segundo os quais o corpo estranho achado se parecia com uma rã ou um sapo.

No relatório, consta que o animal havia sido dissecado.

Segundo Amy, uma lata fechada, pertencente à mesma caixa de refrigerantes Pepsi comprada numa loja do supermercado Sam's Club, também foi analisada. Mas os especialistas da FDA não encontraram nada de estranho dentro dela.

Entre 4 e 11 de agosto, a FDA também inspecionou a unidade de envasilhamento da Pepsi em Orlando, mas também não achou nada que pudesse estar associado ao caso da rã dissecada.

"Não conseguimos determinar quando ou como ocorreu a contaminação", disse à "CNN" Siobhan DeLancey, uma porta-voz da FDA.

A Pepsi, por sua vez, afirmou que os resultados da análise da agência comprovam a confiabilidade dos produtos da multinacional e de seu sistema de produção.

No entanto, Amy não se deu por satisfeita com as respostas da fabricante de bebidas e cogita ir à Justiça pedir uma indenização para o marido. EFE ca/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG