excessivos - Mundo - iG" /

Na Espanha, imigrantes ilegais pedem fim de controles excessivos

Madri, 28 mai (EFE).- Imigrantes ilegais pediram hoje em Madri o fim dos controles policiais excessivos, programados e sistemáticos de identificação de pessoas e dos maus tratos inerentes a essas ações já que, segundo eles, uma infração administrativa não é um delito.

EFE |

Dezenas de pessoas, entre africanos e latino-americanos, se reuniram hoje na praça de Lavapiés, que fica numa região da capital espanhola na qual residem muitos imigrantes.

Em entrevista coletiva, denunciaram os "abusos policiais e maus tratos" nesses controles de identidade. Além disso, protestaram pelas "ordens" que os policiais recebem "para levar um número determinado de pessoas detidas à delegacia".

Há alguns meses, veio a público uma nota interna de uma delegacia de Polícia de Madri, a qual fixava como objetivo uma quota mínima de detenções de imigrantes ilegais, algo que foi negado pelo Governo espanhol.

"Sair na rua é um desafio", denunciaram os imigrantes, segundo os quais a Polícia os procura em lugares nos quais habitualmente estão para ganhar a vida, para regularizar sua situação ou falar com suas famílias.

"Muitos de nós fomos detidos perto de tribunais, embaixadas, estações de ônibus, nos lugares onde nos oferecem trabalho, na saída das aulas de espanhol, como se perseguissem Al Capone", acrescentam.

Por tudo isso, os imigrantes reivindicaram o fim dos controles de identificação de pessoas e uma reunião com as autoridades competentes para tratar esta situação. EFE bal/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG