Na Espanha, 4 membros da ETA são detidos por assassinato

Os quatro são acusados de participar do atentado contra um inspetor da polícia

EFE |

A Guarda Civil deteve em Bilbao e seus arredores quatro supostos membros da ETA acusados de participar do atentado contra o inspetor de polícia Eduardo Puelles, assassinado pela organização terrorista em 19 de junho de 2009 em Arrigorriaga (Vizcaya).

Segundo informaram à Agência EFE fontes da luta antiterrorista, os quatro detidos faziam parte de um comando não fichado pela Polícia e são acusados de participar, ainda não se sabe com que grau de envolvimento, do assassinato de Puelles, a última vítima fatal da ETA no País Basco.

Vários soldados da Guarda Civil iniciaram às 5h do horário local (1h de Brasília) buscas nos domicílios dos detidos, em Bilbao e na localidade de Galdakao.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG