Na Colômbia, McCain cumprimenta governo por libertação de reféns

WASHINGTON (Reuters) - O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, John McCain, comemorou na quarta-feira a libertação de 15 reféns que estavam em poder das Farc após operação das Forças Armadas da Colômbia. O governo colombiano anunciou o resgate de Ingrid Betancourt, três norte-americanos e 11 membros do Exército e da polícia que eram reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

Reuters |

McCain recebeu a notícia da libertação dos reféns enquanto viajava de Cartagena, na Colômbia, ao México.

Um porta-voz disse a jornalistas no avião em que McCain viajava que na noite de terça-feira, o presidente da Colômbia, Alvaro Uribe, e o ministro da Defesa colombiano disseram ao pré-candidato e a dois senadores que estavam com ele que havia planos para a operação na quarta-feira.

'Os três senadores querem felicitar o governo colombiano pela exitosa libertação dos reféns', disse a jornalistas uma porta-voz de McCain a bordo do avião.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG