Na Bolívia, controlador-geral denuncia irregularidades em programa da ONU

La Paz, 17 mar (EFE).- O controlador-geral da Bolívia, Gabriel Herbás, denunciou hoje uma série de irregularidades no escritório do Programa da ONU para o Desenvolvimento (Pnud) na região de Tarija, no sul do país.

EFE |

Segundo Herbás, um auditoria feita sobre a gestão de 2006 da Prefeitura de Tarija mostrou que a administração entregou US$ 18 milhões ao Pnud, dos quais se conhece apenas o destino de US$ 5 milhões, segundo a agência estatal "ABI".

"O resto se encontra no limbo", disse Herbás.

"A Prefeitura de Tarija não recebe recursos financeiros para a execução de seus projetos, mas transfere recursos ao Pnud", acrescentou.

Apesar das denúncias, Herbás explicou que é possível que a responsabilidade recaia somente sobre o escritório e não sobre "o Pnud como entidade".

Por sua vez, o escritório do Pnud em La Paz assegurou em comunicado que seus convênios com a Prefeitura de Tarija foram aprovados pelo Governo e, portanto, são "legalmente válidos". EFE az/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG