WASHINGTON - A rede de relacionamentos na internet MySpace identificou e expulsou 90 mil indivíduos condenados por crimes sexuais, informou nesta quarta-feira a rede de notícias CNN.

Richard Blumenthal, procurador-geral do Estado de Connecticut que liderou uma campanha à qual se uniram dezenas de Estados em reivindicações contra o MySpace, disse à "CNN" que o número de criminosos sexuais envolvidos era assustador.

"Esses criminosos sexuais, condenados e registrados, claramente criam 'perfis' que buscam chegar a menores de idade", disse Blumenthal.

"Esta revelação é assustadora e inaceitável, e oferece provas irrefutáveis de que as páginas de rede social na internet continuam cheias de predadores sexuais", acrescentou.

A "CNN" indicou que a firma MySpace não respondeu às chamadas sobre este assunto.

Em maio de 2007, o MySpace anunciou que entregaria aos procuradores a informação sobre os criminosos sexuais que usavam essa rede.

"No MySpace, não temos tolerância alguma com os predadores sexuais", afirmou então Hemanshu Nigam, diretor de segurança da empresa.

Leia mais sobre MySpace

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.