Paris, 11 jun (EFE).- O Museu de Arte Moderna de Paris, que foi alvo de um roubo multimilionário de cinco obras de arte avaliadas em cerca de 100 milhões de euros no final de maio, inaugurou hoje a exposição "Dynasty", que reúne trabalhos de 40 jovens artistas franceses.

Paris, 11 jun (EFE).- O Museu de Arte Moderna de Paris, que foi alvo de um roubo multimilionário de cinco obras de arte avaliadas em cerca de 100 milhões de euros no final de maio, inaugurou hoje a exposição "Dynasty", que reúne trabalhos de 40 jovens artistas franceses. Com segurança reforçada, o museu - conhecido como Palácio de Tóquio - reabre suas portas e coloca à disposição tanto a coleção permanente quanto a seção dedicada a exposições temporárias. Depois do roubo, no qual um encapuzado entrou para o interior da galeria por uma janela durante a noite, criou-se a polêmica sobre a segurança nos museus públicos de Paris. Os responsáveis pelo museu garantem ter substituído os detectores de movimento que falharam no dia do crime. A Prefeitura prefere não comentar as novas medidas de segurança para não interferir na investigação policial, embora tenha vazado a informação de que serão reforçadas as rondas noturnas. EFE jaf/ab-dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.