A Tepco tenta fechar uma saída que liga o reator 2 ao Oceano Pacífico

A Tokyo Electric Power Company (Tepco), operadora da usina nuclear de Fukushima, começou neste sábado a instalar um muro de aço para prevenir o vazamento de mais água com material radioativo ao mar, informou a agência local "Kyodo".

A Tepco tentará assim tapar uma saída que liga o reator 2 ao Oceano Pacífico e pela qual, quando a central funcionava adequadamente, entrava a água que seria utilizada no edifício de turbinas.

Agora, os técnicos temem que por esse conduto esteja vazando água altamente radioativa ao mar, pelo que o bloquearão com sete placas de aço e uma malha de material sintético de 120 metros de largura. Na quarta-feira, os operários da Tepco conseguiram deter um vazamento de água altamente contaminada descoberto quatro dias antes em uma fossa da usina próxima ao mar.

Os níveis de radioatividade no oceano continuaram altos, ainda que tenham registrado queda. A concentração de iodo radioativo em águas marítimas próximas à central um dia depois de o vazamento ter sido controlado era 63 mil vezes superior ao permitido.

Rússia, China e Coreia do Sul demonstraram preocupação pelos vazamentos de material radioativo ao mar e também pela liberação no Oceano Pacífico de cerca de 9 mil toneladas de água com baixa radioatividade.

Segundo os técnicos, esta medida é necessária para permitir que seja armazenada água com maior concentração de materiais radioativos e para que possam acelerar as tarefas para estabilizar os reatores de Fukushima Daiichi.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.