Mundo tem que impedir ambição nuclear do Irã--ministro de Israel

JERUSALÉM (Reuters) - O vice-ministro das Relações Exteriores de Israel afirmou no sábado que a comunidade internacional precisa impedir as aspirações nucleares do Irã após a reeleição do presidente do país, Mahmoud Ahmadinejad. Com os resultados da eleição no Irã, a comunidade internacional tem que impedir imediatamente o terror nuclear iraniano, disse Danny Ayalon.

Reuters |

"Se havia uma sombra de esperança para que houvesse uma mudança no Irã, a escolha de Ahmadinejad expressa mais do que qualquer coisa a crescente ameaça iraniana", disse Ayalon em comunicado.

Outras autoridades israelenses deram declarações similares, mas o governo ainda não fez um comunicado oficial sobre a reeleição do líder iraniano.

O ministro de gabinete, Silvan Shalom, convocou "os Estados Unidos e o mundo livre para reavaliarem suas políticas em relação ao Irã no que diz respeito a seu programa nuclear".

Ahmadinejad quer o fim de Israel e o Estado judeu vê as aspirações nucleares de Teerã como uma ameaça à sua existência.

O Irã nega que queira armas nucleares e até agora tem ignorado as pressão do Ocidente para paralisar seu programa.

(Por Ari Rabinovitch)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG