Tamanho do texto

Homem identificado como “IncrediblyShinyShart” sofreu acidente de moto e foi obrigado a amputar o pé; ele passou por processos legais nos Estados Unidos e decidiu fazer tacos recheados com carne humana para os amigos

Homem identificado como IncrediblyShinyShart cozinhou o próprio pé e ofereceu banquete para seus amigos nos EUA
Reprodução/IncrediblyShinyShart
Homem identificado como IncrediblyShinyShart cozinhou o próprio pé e ofereceu banquete para seus amigos nos EUA

Um homem quis inovar no cardápio e ofereceu um jantar um tanto quanto inusitado para seus amigos nos Estados Unidos. Após sofrer um acidente de moto e ser obrigado a amputar o pé em 2016, um americano conhecido como “IncrediblyShinyShart” cozinhou o próprio membro e o comeu junto de seus colegas, que, por curiosidade, aceitaram passar pela experiência. O caso foi descoberto pela imprensa somente no começo desta semana.

Leia também: Que perigo! Casal é flagrado fazendo sexo em telhado do quarto andar na Ucrânia

De acordo com o jornal Metro , o americano não queria se desfazer de seu , pois não queria que uma parte sua fosse descartada e também por pretender "reaproveitá-lo" fazendo um utensílio de decoração para a sua casa.

Em entrevista ao jornal, o homem explicou que o preço para criar um abajur com o pé, como o pretendido, era alto demais, o que o fez desistir da ideia, e relembrar conversas antigas que teve com os amigos.

“Meus amigos e eu sempre tivemos conversas estranhas, e uma delas foi sobre o consumo de carne humana. Todos nós tínhamos curiosidade de experimentar e foi por isso que liguei para eles e propus um jantar com um cardápio 'diferente'. Preparei um banquete de fato, havia strudel de maçã, folhados, quiche, tortas, bolo de chocolate, muitos drinks, e o prato principal: tacos recheados com a minha carne”, contou.

Leia também: Sul-coreana come lula crua e tem boca 'inseminada' por esperma do animal

Tacos recheados com pé humano e a burocracia para o preparo da receita

Americano relatou que para oferecer jantar inusitado com carne humana  precisou passar por processos burocráticos
Reprodução/IncrediblyShinyShart
Americano relatou que para oferecer jantar inusitado com carne humana precisou passar por processos burocráticos

A ideia de se alimentar com uma parte do próprio corpo foi fundamentada em crenças religiosas que dizem que, se a pessoa comer suas partes amputadas, depois de sua morte, voltará a ser “inteira”.

"Passei por alguns procedimentos legais devido às leis adotadas pelos hospitais e consegui ficar com o membro. Lembro de ter ido buscá-lo na clínica com a minha mãe, foi bizarro. Confesso que, de início, fiquei enojado porque ele estava com muito sangue e cheio de iodo, mas depois que fiz a limpeza, o achei bem apetitoso”.

O americano preparou o jantar para 11 convidados, que, segundo ele, ficaram satisfeitos com a refeição, que foi temperada com cebolas caramelizadas, pimentões e muito limão.

Leia também: Homem sob efeito de ecstasy há cinco dias é preso ao encher banheira com batatas

“As pessoas acham que tem gosto de carne de porco, mas descobri que é mentira. Acho que isso é influência dos filmes que assistimos. A carne do meu não era muito gordurosa e tinha um sabor forte parecido com o da carne de javali. Apesar de agradável, a experiência não foi das melhores. Ainda assim achei muito melhor do que um cachorro quente ou um hambúrguer convencional. Dou nota 6,5 de 10 para essa receita”, concluiu.