Por mais que o fato não esteja, necessariamente, ligado a um crime, as autoridades do país ficaram intrigadas e trabalham para resolver o mistério

Diversas notas de euros, todas picotadas, foram responsáveis por entupir vasos sanitários em Genebra
Creative Commons/Pixabay
Diversas notas de euros, todas picotadas, foram responsáveis por entupir vasos sanitários em Genebra


Diversos vasos sanitários da cidade de Genebra, na Suíça, foram entupidos com objetos inesperados: diversas notas de 500 euros, todas picotadas, que chegam a totalizar 100 mil euros (cerca de R$ 375 mil). Até agora, o responsável pela situação não foi identificado, assim como as suas motivações para se desfazer do dinheiro.

Leia também: Bêbado, ladrão fica preso durante assalto e pede ajuda para a polícia na Holanda

O problema foi detectado em banheiros do banco UBS e em três restaurantes dos arredores da cidade durante os últimos meses. De acordo com a estação de rádio NPR , provavelmente, as notas foram picotadas com tesouras e jogadas nos vasos sem nenhum motivo aparente. Porém, como o dinheiro oficial da Suíça é o franco, e não o euro, a questão intrigou ainda mais as autoridades.

Segundo Henri Della Casa, porta-voz do escritório da promotoria, “deve ter algo escondido nesta história”, de acordo com a NPR . Vincent Derouand, também da promotoria, disse à BBC que “é claro, [a história] é muito surpreendente”. Entretanto, o ato em si não configura um crime.

No país europeu, destruir “grandes quantidades” de dinheiro é proibido, porém, o ato não é considerado um crime. Nos Estados Unidos, por outro lado, rasgar notas de dólar é ilegal. Assim, as notas encontradas podem estar relacionadas a alguma atividade ilícita, porém, o "simples" ato de jogá-las na privada, não.

Até agora, a única pista sobre o caso é que um advogado espanhol ressarciu  os estabelecimentos afetados, com uma quantia que cobriu todos os custos com o reparo dos banheiros.

Dinheiro resgatado

Enquanto uns fazem de tudo para se livrar de alguns euros, outros enfrentam correntezas para "resgatar" notas de euros. Em 2015, por exemplo, um garoto austríaco encontrou nas águas do rio Danúbio cerca de 100 mil euros . O dinheiro estava boiando no local quando o menino avistou a fortuna e não hesitou em mergulhar no rio para "salvá-la".

Os policiais investigaram a origem das notas e como elas foram parar no rio. Segundo as autoridades, não havia registros de crimes na região e, por isso, ainda não está claro de onde o dinheiro veio.

Leia também: "Gasto desnecessário": Arábia Saudita proíbe festas de aniversários no país

No início, a polícia acreditava que as notas encontradas - de 500 e de 100 euros – eram falsas, mas esta a hipótese, assim como na Suíça, já foi derrubada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.