Os bombeiros tiveram que ser chamados para resolver o problema de Stephen Suarez, que só queria andar até o seu local de trabalho em NY

Stephen Suarez não poderia imaginar que um pequeno buraco no meio da rua quase o levaria para o subsolo de Nova York
Reprodução/Twitter NYC Scanner
Stephen Suarez não poderia imaginar que um pequeno buraco no meio da rua quase o levaria para o subsolo de Nova York


Se a pavimentação das ruas da sua cidade deixa a desejar, Stephen Suarez, morador de Nova York, nos Estados Unidos, deve concordar com você. A caminho de seu trabalho, ele teve sua perna “engolida” pelo asfalto da Avenida Myrtle, no bairro de Bedford-Stuyvesant, na manhã da última terça-feira (29).

Leia também: Perigosas: FBI busca por dupla de "freiras" que tentou assaltar banco nos EUA

De acordo com a “CBS”, Suarez, de 28 anos, estava atravessando a rua na faixa de pedestres quando sua perna foi sugada por um pequeno buraco no asfalto . Com o membro preso até a altura de seu quadril, ele pensou que seria completamente “engolido” pela rua. “Oh não, o que está prestes a acontecer comigo?”, relembrou ao canal.

Chocadas, as testemunhas relataram que toda a movimentação da região foi imediatamente interrompida. Pouco tempo depois, os bombeiros chegaram ao local e começaram a se preparar para livrar o homem daquela estranha situação. Assista ao vídeo com todos os detalhes do resgate de Suarez:




Nas imagens, vemos as chocantes imagens do homem que, “sugado” pela rua, é avaliado pelos bombeiros. Em um primeiro momento, foi considerado utilizar um equipamento para aumentar o diâmetro do buraco, porém, os oficiais decidiram que seria melhor puxá-lo, de forma cuidadosa, até que toda a sua perna fosse retirada.

Quando a ação dos bombeiros foi finalizada, encontramos uma surpresa: a fresta responsável pela queda do homem era bem menor do que o seu pé. Assim, como o estranho incidente aconteceu?

Os desdobramentos do acidente

Além de perder o pé direito de seu tênis, o americano também teve que passar no pronto-socorro do hospital após o resgate. Com severas dores nas costas, quadril e tornozelo, ele realizou exames de raio-x na manhã desta quarta-feira (30) e descobriu uma fratura de estresse, comum em esportistas.

Quanto às medidas tomadas pelo governo, o Departamento de Transportes estava decidido a evitar novos acidentes do gênero e logo trabalhou para fechar o buraco da Avenida Myrtle. Uma investigação para determinar as causas da abertura da fenda também foi aberta, porém, as medidas legais não sanaram todas as preocupações da população.

Segundo a "CBS", os moradores da região estão preocupados com a possibilidade de novos buracos surgirem no asfalto. “Eu poderia ter passado por ali com a minha bicicleta, e o acidente seria muito pior”, explicou Erik Herrera, que reside em Williamsburg, um bairro vizinho.

Leia também: Ladrão rouba pôster de Trump em mictório, e pub oferece 100 euros para "resgate"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.