Tamanho do texto

Luka Magnotta matou e comeu seu ex-namorado. Agora, se casou, na prisão, com novo pretendente, mas encontraram "desafios" para relacionamento

O canibal ator pornô canadense Luka Magnotta matou e comeu namorado para impressionar assassino
Reprodução/AP
O canibal ator pornô canadense Luka Magnotta matou e comeu namorado para impressionar assassino


O ator pornô canibal Luka Magnotta e o assassino Anthony Jolin se casaram na última segunda-feira (26) na penitenciária de Port-Cartier. Por mais que agora estejam legalmente unidos em matrimônio, os dois não vão poder juntar suas escovas de dente.

Leia também: Carne humana pode criar buracos no cérebro: descubra os efeitos do canibalismo

Segundo o portal  The Sherbrooke Times , os dois pombinhos trocaram alianças em uma cerimônia sóbria e bem discreta, com a presença de poucos convidados, como a mãe do canibal .

Porém, a felicidade dos dois será restrita, já que dois detentos não podem, em hipótese alguma, dividir um quarto de visita íntima no Canadá. "Nenhum detento ou membros da equipe do presídio podem participar de visitas íntimas com outros detentos", o porta-voz  Avely Serin, do serviço correcional canadense, explicou para o mesmo site.

Entenda o caso

Depois de assassinar o namorado há cinco anos, o ator pornô Luka Magnotta surpreendeu o Canadá mais uma vez. Agora, porque encontrou um novo parceiro e passou algum tempo de casamento marcado , até assinar os papéis do matrimônio nesta segunda (26).

Em 2012, Magnotta deixou o país inteiro chocado ao cometer um crime sórdido. Ele assassinou o namorado Jun Lin, gravou um vídeo comendo o corpo do parceiro e ainda enviou, pelo correio, as mãos e pés de Lin para escolas e para sedes de partidos políticos. O ator foi condenado à prisão perpétua, mas, para ele, pelo visto, a vida ainda pode ter muito a oferecer. 

Cadastrado em um site de namoros para detentos, em junho de 2015, ele começou a procurar por um "príncipe encantado". Segundo o   New York Post , o par perfeito para o ator seria um "homem solteiro, branco, com idade entre 28 e 38 anos e em boa forma física".

O anúncio não durou muito. No mês de julho, o canibal tirou o cadastro do site porque teria encontrado quem procurava. No caso, o "príncipe" seria Anthony Jolin, um assassino que também cumpre pena de prisão perpétua no Canadá .

Leia também: Jovem arromba casa, mata duas pessoas e devora carne da cabeça de uma vítima

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.